EXERCITO NIGERIANO RESGATOU 178 REFÉS DE BOKO HARAM

Exército nigeriano anuncia resgate de 178 reféns do Boko Haram
O exército nigeriano anunciou ter libertado 178 pessoas, incluindo 101 crianças, reféns do Boko Haram, após lançar diversos ataques contra acampamentos do grupo extremista.

A libertação dos reféns teve lugar ao final do dia de domingo, no estado de Borno, bastião dos radicais, no nordeste da Nigéria, de acordo com um comunicado divulgado pelo exército.
PUB

"Durante as operações da ofensiva, 178 pessoas mantidas reféns pelos terroristas foram resgatadas, incluindo 101 crianças, 67 mulheres e 10 homens", detalhou o coronel Tukur Gusau, porta-voz do exército.

O mesmo responsável indicou ainda que as forças do exército detiveram um chefe do Boko Haram e destruíram acampamentos dos islamitas nos arredores da cidade de Bama, a cerca de 70 quilómetros a sudeste de Madiguri, a capital do estado de Borno.

Um porta-voz da força aérea assegurou também que as tropas em terra repeliram um ataque dos radicais nos arredores da povoação de Bitta, na reserva florestal de Sambisa, outro dos redutos do Boko Haram.

A sangrenta insurreição dos 'jihadistas' do Boko Haram já fez mais de 15.000 mortos desde 2009 na Nigéria. Nos últimos meses, o grupo tem expandido as suas operações para os países vizinhos.



Por : Lusa
RELAÇÃO ENTRE ANGOLA E PORTUGAL AMEAÇADA

Relação entre Angola e Portugal ameaçada
Angola abandona tribunal em diferendo de diamantes que ameaça relação com Portugal.

O Estado angolano abandonou o Tribunal Arbitral responsável por decidir sobre o processo opondo a Sociedade Portuguesa de Empreendimentos (SPE) à estatal diamantífera Endiama, alegando "graves irregularidades" na sua constituição, informou à Lusa fonte do Governo de Angola.

O abandono do Estado angolano deste tribunal, na semana passada, pode representar "o prelúdio do início de um conjunto de retaliações" contra Portugal.

Em causa está a exclusão da empresa pública portuguesa da exploração de diamantes numa mina do leste de Angola, através da Sociedade Mineira do Lucapa (SML), processo que se arrasta desde 2011, admitindo a mesma fonte governamental, contactada pela Lusa, que o abandono do Estado angolano deste tribunal, na semana passada, pode representar "o prelúdio do início de um conjunto de retaliações" contra Portugal.


LUSA
O PODER E A JUSTIÇA NAS MÃOS DA POLICIA POLÍTICA

O Poder e a Justiça nas Mãos da Polícia Política
Rui Verde, doutor em direito

A polícia larga presos que são sequestrados, de imediato, por homens à paisana armados, que os amontoam numa viatura e dão voltas intermináveis, deixando-os no meio de nenhures…Todos julgavam que iam ser mortos.
Esta descrição não saiu de um romance de ficção. Aconteceu a semana passada no Estado de Direito Democrático de Angola…

Ao ler a descrição dos acontecimentos do passado dia 29 de Julho – polícia a saltar muros para arrombar casas e deter pessoas sem mandado, polícia a receber ordens dos serviços secretos, directores de serviços secretos a enquadrarem prisões, operações policiais de grande envergadura sob o comando do Serviço de Inteligência e Segurança Militar (SISM) – parece que os siloviks angolanos estão a assumir o poder, como na Rússia de Putin. Os “durões” – ou siloviks, nome dado aos agentes do KGB – assumiram os postos-chave do poder, conduzindo o país para a autocracia.

Todos estes actos parecem retirados de um manual de más práticas da Tcheka, a polícia política do ditador soviético Josef Stalin, e são o prelúdio habitual do início de uma caça às bruxas.

Quando se lêem as descrições das actividades do chefe da Direcção Principal de Contra-Inteligência Militar do SISM, o tenente-general José Afonso Peres “Filó” a comandar as operações e a interrogar os presos, quando se toma nota das conversas que este alto dirigente da secreta tem com o chefe do SISM, general Zé Maria, o que se percebe é que o Estado de Direito Democrático angolano protegido pela Constituição está a ter uma nova fonte de direito: as ordens da polícia secreta ou polícia política.

Ao mesmo tempo, a desorientação e a insegurança que as acções da polícia demonstram são surpreendentes. Agindo sem mandado legal e sem ordens claras da cadeia de comando normal, vê-se que a polícia hesita, tergiversa, bate e pede desculpa, prende e liberta. Trata-se de uma anarquia que vai reinando nos órgãos poder e que abre as portas aos “durões”, que pretendem impor a sua ordem através da força.

Entretanto, as declarações públicas vão sendo contaminadas por uma novilíngua orwelliana, sinal claro da deriva autocrática-policial. É assim que, por exemplo, para dizer “preso” se utiliza a expressão “recolhido”. Muito em breve, para dizer “preso” dir-se-á “livre”, para dizer “ditadura” dir-se-á “democracia”, para dizer “mal” dir-se-á “bem”.
É cada vez mais evidente: está em curso um vasto e intenso endurecimento do regime liderado pelos siloviks, mais do que um putativo desmantelamento de movimentos de jovens revolucionários, que servem de bodes expiatórios.






Por : Rui Verde, doutor em direito via Rafael Marques
CONCERTA PELA LIBERDADE DOS PRESOS POLITICOS JUNTA DUAS CENTENAS

Angola: Concerto pela liberdade dos presos políticos junta duas centenas
"O que aconteceu com estes cidadãos demonstra que não é preciso estar a fazer qualquer atividade perigosa, agressiva. Basta que as pessoas existam com opinião própria para serem caçadas ali onde estiverem", afirmou o artista e professor Manuel Victoria Pereira.
2 de Agosto, 2015 - 22:48h
Foto: Concentração em Lisboa pela libertação dos ativistas presos em Angola

"Ninguém faz golpes de Estado com pen-drives e computadores - material apreendido aos ativistas detidos -, mas com armas. Toda a argumentação não é sustentável", disse à agência Lusa o ator angolano Orlando Sérgio, o dinamizador do concerto.

O espetáculo iniciou-se pelas 16:00 deste domingo, no Centro Cultural Elinga Teatro, na cidade de Luanda, envolvendo, até às 22:30, vários artistas e grupos populares entre a juventude angolana, inserindo-se na campanha "Liberdade Já", a favor deste grupo de 15 ativistas.

"Quem está a fazer deles heróis é o poder político. São nossos amigos, pessoas normais, que têm só uma inquietação, além das preocupações horríveis do dia-a-dia, ainda se preocupam com Angola", afirmou Orlando Sérgio, por entre os gritos de "liberdade para os manos" e "15 poetas" que vinham do palco.

Segundo informação anterior enviada à Lusa pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola, os jovens detidos desde 20 de junho - estudantes e licenciados - estariam a preparar um atentado contra o Presidente José Eduardo dos Santos e outros membros dos órgãos de soberania, num alegado golpe de Estado, mas ainda não têm qualquer acusação formada.

Este concerto surge depois da manifestação de quarta-feira, também em Luanda, em que outros ativistas saíram à rua igualmente para exigir a libertação, que foi brutalmente reprimida pela polícia.

Associados ao designado Movimento Revolucionário, os jovens detidos alegam que se encontravam regularmente para discutir intervenção política e cívica, inclusive com ações de formação, como a que decorria na altura de detenção e que envolveria também a leitura e análise de um livro sobre estas matérias.

Descrito como de "inquietação" pelo estado do país, o concerto decorreu, segundo a organização, sem qualquer incidente, servindo também para alertar para a "tentativa de limitação das liberdades em Angola".

"Há tabus em Angola. Ninguém pode falar da sucessão do chefe de Estado, que é falar contra a paz. Pelo amor de Deus, o homem é mortal", disse ainda o ator angolano.

Entre outros nomes, participaram neste espetáculo Abada Capoeira - Zwela Hungu, Laurinda Manuel Gouveia, MC K, Jack Nkanga, Mona Dya Kidi, Sábio Louko & Ngamba Spoken Word, Pretos Racionais, Sanguinário, Jang Nómada, Emmanuel Pittra, Globo 112, Fat Soldiers e Dinamene.

"Ler um livro não é crime" ou "somos filhos desta terra", foram algumas das palavras que ecoaram ao longo da tarde.

Manuel Victoria Pereira, artista e professor, também foi ao palco do Elinga Teatro para dizer que a liberdade de expressão em Angola está "comprometida".

"Hoje é preciso muita coragem e enfrentando sabe-se lá que consequências para ter uma opinião própria. Dizer não e estar em desacordo com o poder instituído é um grande perigo", afirmou o professor, em declarações à Lusa.

"O que aconteceu com estes cidadãos demonstra que não é preciso estar a fazer qualquer atividade perigosa, agressiva. Basta que as pessoas existam com opinião própria para serem caçadas ali onde estiverem", disse ainda Manuel Victoria Pereira, assumindo que é tempo de "mudar de atitude" em Angola.

"Quem não quer ser lobo, não veste lhe veste a pele", rematou.

De acordo com a PGR, os detidos em prisão preventiva são Henrique Luaty Beirão, Manuel "Nito Alves", Afonso Matias "Mbanza-Hamza", José Gomes Hata, Hitler Jessy Chivonde, Inocêncio António de Brito, Sedrick Domingos de Carvalho, Albano Evaristo Bingocabingo, Fernando António Tomás "Nicola", Nélson Dibango Mendes dos Santos, Arante Kivuvu Lopes, Nuno Álvaro Dala, Benedito Jeremias, Domingos José da Cruz e Osvaldo Caholo (tenente das Forças Armadas Angolanas).



LUSA
 | 
Google Translator:      
+++ HOT NEWS +++ HOT NEWS +++ HOT NEWS +++
POLÍTICA
OPINIÃO
SOCIEDADE
ACTUALIDADE
INTERNACIONAL
Angola pode conhecer sanções muito brevemente
4 Agosto
O compatriota Vumby porque explicas com bastante profundidade as artimanhas das actuações sujas dos demónio obtusos da secreta angolana
2 Agosto
Em nome da Paz, do fim da Ditadura Eduardista e do espírito de revolta
5 Agosto
174 mortos ? Regime tiranico angolano cometeu supostamente mais um genocídio nas Lundas
4 Agosto
Comemoração de 3 Agosto: Pedro Pires acredita na nova liderança vigente na Guiné - Bissau
5 Agosto
Fim de linha para José Eduardo Dos Santos e seu regime -- Por Raul Diniz
3 Agosto
Para mim a luta começará quando o povo angolano negar no seu subconsciente e consciente o MPLA como governo e o JES como presidente do república,mesmo estando eles no poder.
2 Agosto
Atenção e muito cuidado ao novo golpe da secreta angolana
2 Agosto
Activista detido em Calomboloca tenta suicídio
4 Agosto
Director da presidencia gabonesa detido em Paris
5 Agosto
General angolano aconselha Ana Gomes a visitar Sócrates e não «fazer show» com Angola
1 Agosto
Incompetencia politica , gestão economica e financeira danosa , arbitrariedades varias , mentiras e enganos sistemâticos ditaram a falência inevitável do regime de José Eduardo dos Santos
1 Agosto
Paulo Flores está á brincar com o fogo , olha que pode seguir Beto de Almeida !
2 Agosto
Solidariedade com ativistas angolanos detidos Cerca de 150 pessoas juntaram-se em Lisboa, no Largo de São Domingos, perto do Rossio
3 Agosto
Guine - Bissau : inaugurada a praça dos mártires de Pindjiguitii
4 Agosto
Lunda Tchokwe e expressões empregadas nas convenções de Viena sobre o direito internacional dos tratados
30 Julho
Robustês económica de papelão
1 Agosto
Lamento, ser quase sempre a desmancha -prazeres
2 Agosto
Angola: Dos Santos e as suas verdadeiras ambições!
3 Agosto
Prisão de José Dirceu recoloca PT na mira da Operação Lava Jato
4 Agosto
Recado de Barack Obama aos angolanos bajuladores
29 Julho
Angola:Zenu e sua ambição a ascensão ao poder!
28 Julho
É a Euro - Deputada" Ana Gomes " mais um caso para os homens na sombra ao serviço de josé Eduardo dos Santos ?
1 Agosto
Angola perde mais um filho por traição de JES
2 Agosto
Investigação contra Lula pode ser 'exemplo para mundo'
2 Agosto
O som da liberdade também toca na Alemanha na quarta-feira 29 de Julho
28 Julho
Só não entende quem não quer perceber a ameaça indiciando que a ditadura vai apertar e caçar mais gente,
30 Julho
Encontro dos jovens revolucionários
1 Agosto
Existem 200 mil portugueses a passar dificuldades em Angola
2 Agosto
Rússia pronta para intensificar cooperação militar com Angola
2 Agosto
 
Impressum