SOMOS COVARDES, SOMOS TODOS COVARDES - WILLIAM TONET

Somos covardes, somos todos covardes - William Tonet


Luanda - Hoje, não tenho moral para preencher esta coluna.


Por : Redacção F8

Me desculpem.
Admito a condição de cobarde!

Mas gostaria, se tivesse de ser, como a maioria dos políticos da oposição, eternos submissos e cúmplices, das “borradas” opressoras do regime actual, que desgoverna o país, covarde!

Talvez a dicotomia entre as duas palavras, enquanto substantivos comuns ou adjectivos não seja muita, melhor, não é nenhuma, salvo de covarde, aparentemente, ser mais chique, devido a origem francesa: couard.

OS POLÍTICOS SÃO COBARDES!
OS DE PODER COVARDES!

Os da oposição, de Angola, neste momento, não se distinguem daqueles que têm enveredado por uma política de DITADURA, pese a “constituição jessiana”, textualizar o termo democracia, que, na prática, não passa disso mesmo, um sofisma, ou como diria o político português, Almeida Santos, um pedaço de papel, referindo-se aos Acordos de Alvor. Um vazio. Um nada, quanto a sua aplicabilidade, na vida do cidadão.

Daí a cobardia.

O país caminha para uma crise de dimensões imprevisíveis, com o desemprego a aumentar, todos os dias, com o fecho de fábricas e serviços, devido a falta de divisas, no sistema bancário, para as operações de aquisição de material e bens de reposição, minguando os stocks, reduz o emprego e a porta da rua, para o empregado, com uma Lei Geral de Trabalho, do tipo colonial, é a opção fácil.
E o que faz a oposição e os patriotas?

ACOBARDAM-SE!

Pese a crise, o país, assiste à fuga contínua de capital, liderada pela clique do poder, num montante semanal, a rondar os cerca de 380 milhões de dólares...

E a oposição e os patriotas, o que fazem?

ACOBARDAM-SE!

Assiste-se ao aumento vertiginoso do custo de vida, com a subida das propinas escolares, aumento do preço dos livros, das batas e uniformes, dos principais produtos alimentares, do combustível, para os geradores (maioria das casas não tem energia eléctrica da rede), e viaturas...

E o que faz a oposição e os patriotas?

ACOBARDAM-SE!

Mais grave, com a actual política discriminatória do sistema bancário, o regime lançou um sério recado aos filhos da classe intermédia e pobre: analfabetismo geral. O alto custo das propinas nas universidades públicas e privadas, quando os salários dos trabalhadores, estão baixos, obrigarão a uma tomada de opção dos encarregados de educação; ou a comida ou o estudo, logicamente prevalecerá a primeira.


Os que mantém os filhos no exterior, com a dificuldade no envio de remessas financeiras mensais, só uma opção lhes restará o regresso dos filhos, ficando a formação blindada aos filhos dos ricos e do poder…
E o que faz a oposição e os patriotas?

ACOBARDAM-SE!

Estando a justiça partidarizada e a Polícia instrumentalizada, fecha-se o pacote de uma urdida cabala, provocatória contra o povo e, na ausência de políticos ousados, comprometidos verdadeiramente, com as liberdades, a democracia e o sofrimento do povo, o poder poderá cair na rua, mais dia menos dia, com consequências imprevisíveis, face ao volume de balas nos arsenais do regime, sedentas de sangue inocente…
E o que faz a oposição e os patriotas?

ACOBARDAM-SE!

As tropas policiais, de fiscalização e militares continuam a roubar e a assassinar os ambulantes, diariamente, bem como as zungueiras, violentando-as na sua acção, que visa, contornar o desemprego dos maridos e filhos, bem como a fome que invade a maioria dos lares. Os jovens são presos injustamente, por quererem combater o analfabetismo, quanto a ditadura...
E o que faz a oposição e os patriotas?

ACOBARDAM-SE!

Políticos e intelectuais, como Isaías Samakuva, Abel Chivukuvuku, Ngola Kabangu, Sidiangani Mbimbi, Eduardo Kuangana, Filomeno Vieira Lopes, Marcolino Moco, Lopo do Nascimento e outros, ao invés de lerem os sinais dos tempos, abraçando políticas de contestação parlamentar e de rua, denunciando as arbitrariedades do regime, fecham-se nos casulos, acreditando que sozinhos, cada um com a sua piroga, conseguirá virar o submarino 40, da ditadura e corrupção. Deles os eleitores, não esperam a contínua frustração, face a uma política de veludo, mas um projecto de cidadania nacional, capaz de unir o comprometimento e sonho dos cidadãos, através de uma CDM - COLIGAÇÃO DEMOCRÁTICA DE MUDANÇA-, cujo símbolo, seria um coração, significando o amor, pelo povo, amor pela liberdade, amor pela independência, amor pela terra, amor pela justiça, amor pela igualdade, amor pela democracia, enfim, AMOR POR ANGOLA, que uniria todos, com os recursos de cada partido, de cada ONG, de cada democrata, de cada cidadão discriminado.

Uma coligação cidadã, capaz de resgatar a esperança popular dos angolanos.

Não conseguindo vislumbrar um cenário, que não seja de guerra, onde mais derramamento de sangue inocente, será eminente, eu me considero

COBARDE!
MULHERES DA CASA-CE RECEBIDAS COM APLAUSOS E DANÇAS NA PRAÇA NOVA...

MULHERES DA CASA-CE RECEBIDAS COM APLAUSOS, ASSOBÍOS E DANÇAS NA PRAÇA NOVA...



Em alusão ao programa do Secretariado Executivo Provincial, especificamente da MPA, organizou-se uma actividade de massas Sábado, no mercado da praça nova, no Bairro 4 de Abril em Benguela, a chegada do Executivo da Mulher foram bem recebidos com grandes aplausos, assubíos e danças, gritando 2017 mudança, mudança, mudança, 2017 Chuvukuvuku no Poder, !!!


No acto do comício a Sec. Prov. da MPA; Idalina Bernardo falou do actual momento que o país vive como a crise económica, a subida dos combustíveis, o aumento constante dos productos básicos essenciais alimentares, povo presente no local conrrespondiam positivamente dizendo que ja sabem o causador do sofrimento do povo angolano; os gritos eram MPLA Fora!!! Zedú Fora!!!


As mamãs Zungueiras, os jovens engraxadores, lavadores de carros, roboteiros, kupapatas, todos que fazem desta actividade o sustento das suas famílias mostraram-se descontentes com o comportamento dos fiscais da administração perante as vendedoras ambulantes, afirmaram que para além de atletas são caratecas ou seja correm muito, quando apanhadas batem-nas muito e retiram os seus negócios. E ainda avançam que não tem piedade nem escrúpulos porque os seus negócios depois de retirados muitos não chegam a secretaria da administração o destino ninguém sabe.

A Secretária Idalina prometeu no sentido de ajudar junto aos fiscais para poder ultrapassar este problema que assola as Zungueiras, confirmando que a verdadeira resolução passará em votar na CASA-CE para substituir o actual Governo que mostra-se incompetente para dirigir os destinos do país.

Na ocasião a comissão aproveitou distribuir também Panos, lenços, bandeiras e t-shirts da CASA-CE, que receberam com muito agrado, invadindo até a carrinha que fazia transportar esse material, , todos queriam receber duas vezes e mais para levarem pra seus parentes e amigos.

Mais uma Vez o Povo mostrou que está cansado desta escravidão doméstica e moderna, por isso em 2017 o poder dos votos irá prevalecer.

Pela vontade do povo Chivukuvuku será o presidente de Angola
FICOU PROVADO A INCAPACIDADE DO TRIBUNAL CONVOCAR POR NOTIFICAÇÃO

O que diz Justino Pinto de Andrade; sobre o Julgamento dos 15+2 na qualidade de poder comparecer ao Tribunal como declarante?

“Ficou provada a incapacidade do Tribunal convocar, por notificação personalizada e devidamente recebida, os integrantes do dito “Governo de Salvação Nacional”. Logo, a falha foi dessa instância, mesmo que ela esteja agora a fazer passar a ideia de que os “declarantes convocados” se tenham recusado a comparecer.

A decisão agora anunciada de o fazer por via de edital público tem que ser também ponderada, pois vai expor ao ridículo toda a verdadeira palhaçada em que a justiça está envolvida, uma ve que vai dar a conhecer ao público os nomes dos ditos “governantes”, fazendo-lhes publicidade gratuita.

Muitas dessas personalidades são figuras bastante conhecidas e até mesmo respeitadas, quer interna, quer internacionalmente. E algumas até mesmo avessas a métodos “golpistas” de reversão do poder politico. Vai ser, pois, mais um revés para a justiça e o regime que a instituiu.

O número dos presumíveis e potenciais “declarantes” é tão elevado que fará ocupar o Tribunal durante muito tempo, concitando as atenções da pública nacional e internacional.

Sendo assim tanta gente a ser ouvida, que o Tribunal tenha pelo menos respeito pelos convocados, marcando dias concretos e inequívocos para a audição de cada um, pois que se trata de gente séria e honesta, gente que trabalha para sobreviver e que, por esse facto, não pode estar sujeita a “convocatórias de brincadeira”, em que se vai ao Tribunal dias sucessivos, com longas esperas, sem que se seja ouvido.

O Tribunal tem que perceber claramente que ser declarante não significa ser tratrado como se fosse preso.

Caso o meu nome esteja incluído nessa lista a ser divulgada por edital público, que me seja indicado o dia e a hora em que serei ouvido, porque tenho que trabalhar e não estou disponível para participar em brincadeiras de mau gosto.

Se assim não for, não contem comigo e que usem os meios coercivos com que ameaçam recorrer, pois eu não tenho medo dessas ameaças.

Já vi outros impérios a cair e muitos heróis de impérios defuntos a tornarem-se simples e cobardes peões.

Já é tempo que se acabar com o jogo dos polícias e ladrões!

A minha eventual convocação deverá resultar do facto de estar a figurar nesse “Governo” fantasma como Vice-Presidente. Sendo assim, julgo ser justo que também se convoque o “Presidente do Governo”, Sua Excelência José Julino Kalupeteka.”
E-MAIL REVELA COMO FUNCIONAVA O BES & MÁFIA JES/MPLA

Email confidencial revela como funcionava o BES & Máfia angolana
10 Fevereiro 2016

O ex-coordenador do Departamento de Risco Global (DRG) do BES, Carlos Calvário, andou anos preocupado com a exposição do BES Angola (BESA) à dívida pública angolana. Afinal o BES chegou a investir até 1,8 mil milhões de dólares em títulos do tesouro de Angola. Após sucessivos telefonemas para Álvaro Sobrinho, a 9 de Maio de 2009, Calvário decidiu escrever-lhe um longo email que também partilhou com Ricardo Salgado, José Maria Ricciardi, entre outros administradores e altos quadros do grupo BES.

Mas as queixas não tinham a ver só com os negócios com o estado angolano. "Recordo que, no final de 2008, tivemos de corrigir os reportes dos Grandes Riscos devido à exposição do BESA junto da Escom [uma empresa do universo BES fundada por Hélder Bataglia] não nos ter sido correctamente reportada. Essa correcção apenas foi possível devido às informações recolhidas pelo ESFG [Espírito Santo Financial Group]", lembrou em 2015 Carlos Calvário durante a inquirição como testemunha num processo de contraordenação aberto pelo Banco de Portugal (BdP) a propósito do caso BESA.

Cerca de 4h30 depois, Sobrinho respondeu pela mesma via a Carlos Calvário e também com conhecimento a Salgado e Ricciardi. A mensagem, a que a SÁBADO teve acesso, revela que Sobrinho chegou a acusar os colegas de Lisboa de ignorância e insensibilidade, lembrando-lhes que não percebiam como se faziam negócios em Angola e que era na presença de Ricardo Salgado que tudo ficava decidido em Lisboa: "Recordo que, na última reunião que tivemos na sede do BES, ficou claro para mim que bastava informar toda a exposição da Escom em Angola, mesmo aquela onde tinha outros parceiros, que a situação ficaria ultrapassada".

Durante anos, as trocas de emails entre altos quadros do BES e do BESA eram constantes e quase parecia que viviam numa guerra contínua e em que ninguém se entendia. Muitas vezes, o BESA nem sequer respondia às dúvidas ou aos pedidos de informações da sede de Lisboa, conforme se pode confirmar em numerosas mensagens electrónicas a que a SÁBADO teve acesso e que publica em exclusivo na edição desta semana.

São precisamente estas mensagens e o conteúdo das centenas de documentos que constam no processo de contra-ordenação do BdP que indiciam que o BESA terá entrado em descontrolo total até ser nacionalizado em Outubro de 2014 pelo Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos. Só em financiamentos ao BESA o BES terá perdido cerca de 5 mil milhões de dólares.

Esta semana, a SÁBADO revela-lhe tudo sobre o banco negro, a começar pelo conteúdo das 300 páginas da Auditoria Especial WB2 da consultora Deloitte. Feita a pedido do Banco de Portugal (BdP) no âmbito do Processo de Contraordenação 87/14/CO e concluída em Março de 2015, é a partir dos resultados cruzados desta auditoria com o despacho de acusação do BdP (que exige até dois milhões de euros de coima a Salgado, entre outros acusados) e pelo menos 12 inquirições de altos quadros do BES – documentos a que a SÁBADO teve acesso integral –, que é descrito o já referido cenário de descontrolo geral no BESA.

Todos estes dados já foram enviados ao Ministério Público (MP), porque abrem a porta a eventuais responsabilidades criminais de gestão danosa, infidelidade e branqueamento de capitais de administradores do BES, como Ricardo Salgado e Amílcar Morais Pires, que formalmente deveriam mandar no BESA a partir de Lisboa. E também de Álvaro Sobrinho, que comandou o BESA durante cerca de 10 anos transformando-o no mais influente banco privado a operar em Angola. Mas antes de se perceber que o BESA tinha afinal muitos milhões de euros de créditos incobráveis a clientes.


Fonte : sabado.pt
 | 
Google Translator:      
+++ HOT NEWS +++ HOT NEWS +++ HOT NEWS +++
POLÍTICA
OPINIÃO
SOCIEDADE
ACTUALIDADE
"Diálogo Interparlamentar sobre gestão dos recursos naturais em África" - Raúl Danda - UNITA
9 Fevereiro
Este Governo incompetente não respeita os angolanos - Por Felix Miranda
11 Fevereiro
A Campanha de Recolha de Feitiço e a Violência em Cafunfo
11 Fevereiro
Tribunal notificou o jornalista Reginaldo Silva
10 Fevereiro
O JES sabe que não pode assumir a sua ditadura abertamente
8 Fevereiro
O Pior da ( in ) justiça angolana é que os próprios juizes têm consciencia de que não passam de palhaços !!!
10 Fevereiro
Por que crimes heidiondos em Angola são impunes e nunca divulgados
9 Fevereiro
Angola : Dos Santos é uma ameaça á segurança nacional
9 Fevereiro
Justiça pronuncia-se em Março sobre uso de imagem de Savimbi em jogo de vídeo
7 Fevereiro
O Afonso Dhakama tem de ter muita estrategia e não se preocupar em avançar para governar o território onde ele ganhou o eleitorado -- Por Abilio Guedes
9 Fevereiro
Nito Alves disse verdade no tribunal e foi condenado á 6 meses de cadeia
8 Fevereiro
População no sul de Angola apela às ervas para enfrentar a fome
8 Fevereiro
José Veiga era o feiticeiro português do presidente do Congo
7 Fevereiro
ANGOLA: Quem mandou matar António Belarmino Brito na Sonangol?
9 Fevereiro
Curso Prático de Primeiros Socorros
7 Fevereiro
Dirigente da oposição raptado em Moçambique foi encontrado morto
7 Fevereiro
Desabafo de alguém farto de ver o MPLA no poder , mas tambem não confia na UNITA para governar Angola
6 Fevereiro
A Derrota da ditadura angolana e o colapso social - Por Abdu Ferraz
8 Fevereiro
Os que morrem vivem para sempre,Se a sua causa é de toda gente , disse Jonas Savimbi
6 Fevereiro
Sindika ameaça processar e prender jornalistas
6 Fevereiro
Moçambique "Alas mais radicais tendem a assumir maior protagonismo"
4 Fevereiro
Este Jurista aqui na foto ( Albano Pedro ) é tido como bófia por Humberto Caetano
8 Fevereiro
Angola : Tratar cartão de militante do MPLA é mais fácil do que bilhete de identidade diz Fridolim Correia
4 Fevereiro
Serviços secretos alemães dizem que "há terroristas disfarçados de refugiados"
6 Fevereiro
 
Impressum